Oficina de Circle Singing

O foco principal desta oficina é a libertação da criatividade musical, corporal e dramática através da improvisação, tentando proporcionar um espaço de aprendizagem e de experimentação musical mais lúdico, com jogos interativos aplicados em conjunto, usando como ferramenta comunicativa a voz humana, indissociável do corpo. Tradição ancestral de canto improvisado, o circle singing constitui um ritual musical no qual os cantores, dispostos em círculo, são convidados a cantar padrões improvisados e a criar música no momento, dirigidos por um líder. Serão aprofundados elementos técnicos como o ritmo, a melodia e a harmonia, manipulando a forma, o som, o movimento e o espaço, sempre a favor da performance e do som coletivo.

COM: Luísa Vieira

HORÁRIO: 9 de Setembro, 2020. Das 10h00 às 11h00

ONDE: Casa do Miradouro, Viseu

PARA: Maiores de 10 anos

INSCRIÇÃO: 2€. Limitada às vagas existentes

Sobre Luísa Vieira

Com uma linguagem musical cheia de personalidade, Luísa Vieira expressa-se através da voz, flautas e mbira, revelando confluências entre o clássico, o jazz e a música do mundo. Concluiu (2019) com sucesso o Mestrado em Ensino da Música, Variante Jazz, na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto, tendo como objeto de estudo a improvisação vocal e performance interdisciplinar, inspirada nos métodos de Bobby Mcferrin e Rhiannon, com quem estudou no Hawaii, Amesterdão e Nova Iorque. Bolseira da Berklee College of Music em Boston, estudou performance, improvisação e composição. Completou dois níveis do curso de voz “Estill Voice Training System” (EVTS). Participou em workshops de outros cantores e improvisadores de referência como Theo Bleckmann, Jen Shyu, Dominique Eade, Fay Claassen, Bob Stoloff, Joey Blake, David Worm e David Eskenazy, entre outros. É professora de flauta, canto, combo e coro de jazz do curso profissional de instrumentista de jazz no Conservatório de Música de Coimbra. Ao longo dos anos teve a oportunidade de partilhar o palco com excelentes músicos e artistas nacionais e internacionais em festivais de jazz, teatro, literatura e música do mundo, mais recentemente com projetos como o Octeto Jazz “ABRI’LUX” (Portugal/Luxemburgo), o quarteto de Miguel Calhaz “CONTЯA – CONtemporânea TRAdição” e o duo Poético-Musical “20 DIZER” com José Rui Martins, com lançamento do EP “Recados” (2019, ACERT).

Inscrição