Manuel Linhares

Parceria Porta Jazz

23 de julho, 2022 – 19H00
Teatro Viriato

DONATIVO
SUGERIDO: 3€
Concerto: Jazz
Duração:  60 min. aprox.
Com: Manuel Linhares (voz e composição), Paulo Barros (piano), José Carlos Barbosa (contrabaixo), João Cunha (Bateria)
Tag: Jazz
Duration:  60 min. aprox.
With: Manuel Linhares (vocals and composition), Paulo Barros (piano), José Carlos Barbosa (double bass), João Cunha (drums)

POR
Manuel Linhares é um cantor de Jazz português que se tem dedicado à performance, à composição e ao ensino. Trabalhou e estudou com grandes músicos internacionais dos quais se salientam: Bobby Mcferrin, Judy Niemack, Theo Bleckmann, John Hollenbeck, David Linx, Rhiannon, Rebecca Martin, Becca Stevens, Gretchen Parlato e ainda a extraordinária Meredith Monk. Teve ainda a oportunidade de trabalhar com José Mário Branco, Rui Veloso, Sofia Ribeiro, Pedro Moreira e Claus Nymark. Participou em várias edições discográficas e em 2013 lança o seu primeiro álbum de originais com o nome “Traces of Cities” seguido de “Boundaries” em 2019 e de “Suspenso” em 2022.
Com o lançamento do seu terceiro álbum, Manuel Linhares fortalece o seu lugar dentro do panorama do jazz português.

ENG
Manuel Linhares is a Portuguese jazz singer who has dedicated himself to performance, composition, and teaching. He has worked and studied with great international musicians, including Bobby Mcferrin, Judy Niemack, Theo Bleckmann, John Hollenbeck, David Linx, Rhiannon, Rebecca Martin, Becca Stevens, Gretchen Parlato, and the extraordinary Meredith Monk. He also had the opportunity to work with José Mário Branco, Rui Veloso, Sofia Ribeiro, Pedro Moreira, and Claus Nymark. He has participated in several record releases and in 2013 he releases his first original album under the name “Traces of Cities” followed by “Boundaries” in 2019 and “Suspended” in 2022.
With the release of his third album, Manuel Linhares strengthens his place within the Portuguese jazz scene.

MANUEL LINHARES
É um cantor de Jazz português que se tem dedicado à performance, à composição e ao ensino. Para além da licenciatura em jazz pela ESMAE estudou na “Tallers de Muzics” – Barcelona e no Jazz Institute of Berlin. Trabalhou e estudou com grandes músicos internacionais dos quais se salientam: Bobby Mcferrin, Judy Niemack, Theo Bleckmann, John Hollenbeck, David Linx, Rhiannon, Rebecca Martin, Becca Stevens, Gretchen Parlato, Guillermo Klein, David Binney, António Loureiro e ainda a extraordinária Meredith Monk. Teve ainda a oportunidade de trabalhar com José Mário Branco, Rui Veloso, Sofia Ribeiro, João Paulo Esteves da Silva, Alexandre Frazão, Carlos Barreto, Mário Delgado e Carlos Martins. Participou em várias edições discográficas e em 2013 lança o seu primeiro álbum de originais com o nome “Traces of Cities” seguido de “Boundaries” em 2019. Em janeiro de 2022 lança o seu terceiro álbum de composições originais – “Suspenso” – um trabalho com produção musical a cargo do multintrumentista brasileiro António Loureiro e que junta a sua banda a um conjunto de convidados especiais, no qual se destaca o Coreto Porta-Jazz, David Binney, Frederico Heliodoro ou Guillermo Klein. Um álbum com o apoio da DGartes e lançado sob o Carimbo Porta-Jazz. Para além da sua carreira performativa, Manuel Linhares leciona aulas de canto e improvisação vocal. Assim, e desde 2017 conduz um laboratório de improvisação e criatividade vocal – “O Círculo da Voz”, com o objetivo de potenciar uma comunidade de cantores na cidade do Porto e que, para além da sua atividade regular, organiza workshops com aclamados cantores internacionais. Desde 2019 cria, em parceria com os cantores Sofia Ribeiro e Rizumik, um retiro de improvisação vocal em Portugal de seu nome “Vocal Being Retreat”.

PAULO BARROS
Nasceu em Kingston-Upon–Thames, Inglaterra em 1968. Começou a estudar piano clássico com sete anos de idade. Em 1998 concluiu o Bacharelato de piano da ESMAE com a professora Madalena Soveral. Paralelamente à música clássica interessa-se pelo jazz. Em 1998 ingressa no Conservatório de Música de Amestardão, onde em 2002 conclui a licenciatura em piano jazz. Aí frequentou workshops com Danilo Perez, Ralph Irizary, Deborah Brown, Kenny Werner, Gerry Dial e Edie Martinez, tendo tido aulas com estes três últimos. Gravou o CD “Slow Emotion” com a cantora Dinamarquesa Mai Seidelin Norby onde teve a participação especial do contrabaixista Jesper Bodilson. Actualmente faz parte do quinteto de Adriana Miki, com o qual gravou os CDs – “Sashimiki” e ”Mulata de Arroz”, do quarteto de Carlos Mendes com o qual gravou o CD- “Estórias”, do quarteto de Manuel Linhares, com o qual gravou os CDs – “Traces of Cities”, “Boundaries” e o mais recente “Suspenso”, e ainda integra o quarteto de Richard Okkerse. Gravou recentemente o seu primeiro CD a solo – “Um Piano Só”.

JOSÉ CARLOS BARBOSA
Nasceu em 1981 em Arouca e iniciou os estudos na Escola de Jazz do Porto, vindo mais tarde a terminar a licenciatura no curso de jazz da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE). Estudou com António Augusto Aguiar, Pedro Barreiros, Demian Cabaud e outros, tais como, Michael Lauren, Nuno Ferreira, Mário Santos, Telmo Marques e Carlos Azevedo. Nesse período destacam-se participações na Big Band da ESMAE sob orientação de Pedro Guedes, Paulo Perfeito, Alan Ferber e Orrin Evans. Integrando o Septeto de Jazz da ESMAE, conquista em 2007, o 1º prémio no concurso anual de escolas de jazz na Festa do Jazz do teatro São Luíz. Colabora desde 2009 com a Orquestra de Jazz de Matosinhos, com a qual tem participado em diversos concertos e programas didáticos como o “Jazz vai à Escola” e “Jazz sem Barreiras”. Acompanha ainda diversos músicos com os quais tem vindo a desenvolver trabalhos discográficos, onde se destacam o Coreto, da associação Porta-Jazz, AP, Rui Teixeira, Isabel Ventura, Manuel Linhares, João Mortágua, Gileno Santana, Kite, Ricardo Formoso, Orquestra Fina e Melissa Oliveira + JAM. Atualmente leciona contrabaixo no curso superior de jazz da ESMAE.

JOÃO CUNHA
Nasceu em Paredes. Estudou percussão na Escola Profissional de Música de Espinho e na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo com Miguel Bernat. Em 2013 obteve o prémio de mérito da Fundação Engenheiro António de Almeida e ingressa no curso de Jazz com Michael Lauren, na ESMAE, onde viria a concluir em 2006. Tem-se apresentado em concertos, em Portugal, Espanha, França, Bélgica, Alemanha, Turquia, Geórgia, Angola e Brasil. No campo de Percussão toca com o grupo Drumming e também é músico convidado do Remix Ensemble. Tocou com Ivan Lins, Michael Bolton, Antony & the Johnsons, Maria Schneider, Patrícia Barber, Mayra Andrade, Edmar Castañeda, Rick Margitza, Chris Cheek, Bill Carrothers, Glen Velez, Bob Sands, António Serrano, Eric Sevá, John Gunther, André Sarbib, Laurent Filipe, Orquestra de Jazz de Matosinhos, Jacinta, Carlos Azevedo, Massimo Cavalli, Diogo Vida, Cláudio Cesar Ribeiro, Luísa Sobral, Miguel Araújo, “Os Azeitonas”, entre outros. Participou na gravação do disco de Bernardo Sassetti “Unreal Sidewalk Cartoon”, no disco “Música Presente, perspectivas para la música del siglo XXI” e na gravação de “Pocket Paradise” de Jesús Rueda em Espanha. Gravou os discos “This is It”, de André Sarbib; “Alegria”, de Diogo Vida, “Boundaries” de Manuel Linhares, entre outros. É professor no Conservatório de Música do Porto, Conservatório do Vale do Sousa e na Academia de Música de Espinho. Em 2014 concluiu o Mestrado para o Ensino da Música na Universidade de Aveiro.

VÍDEO * VIDEO